Conceito
História

O Paço de Giela é um exemplar notável de arquitetura civil privada medieval e moderna, considerado um dos mais importantes Monumentos Nacionais, assim classificado em 1910.

A sua origem está profundamente ligada à formação da importante “Terra de Valdevez”. A edificação da “casa-torre” de Giela marca um novo momento de proteção e domínio senhorial e régio sobre a região, destacando o edifício pela sua profunda originalidade e importância. Atualmente é visível a torre medieval bem como o corpo residencial, com janelas “manuelinas” e entrada fortificada, maioritariamente edificado no século XVI. A torre terá sido construída em meados do século XIV, substituindo uma pequena torre abandonada no século XI, e correspondendo a uma fase de ocupação de forte influência medieval e de vigor dos castelos.

Depois de adquirido pela edilidade, apresenta-se agora totalmente recuperado, através de um projeto inovador de reabilitação que respeita a importância, história e necessidades funcionais atuais. A torre é o elemento que integra um espaço musealizado, incorporando três pisos dedicados, respetivamente, à Arqueologia e ocupação humana do concelho durante os últimos milénios, à evolução e história do próprio monumento, bem como ao importante momento ligado à formação de Portugal, o denominado “Recontro de Valdevez”, ocorrido em 1141, e que opôs Afonso Henriques a seu primo Afonso VII de Leão e Castela.

Por todas estas razões, o Paço de Giela é um local de visita obrigatória no concelho e na região, proporcionando momentos únicos de contacto entre o Passado e os novos modelos de abordagem e recuperação/valorização patrimonial.